Centro de Aprendizagem Metódica Profissionalizante – CAMP

O CAMP (Centro de Aprendizagem Metódica Profissionalizante) é uma organização da sociedade civil sem finalidade econômica e lucrativa que promove a integração social e educativa de adolescentes e jovens estudantes do ensino médio de escolas públicas, de preferência residentes em áreas de vulnerabilidade social ou de risco social.

Fundado em 7 de abril de 1971, o CAMP desenvolve um trabalho socioeducativo e ao todo já foram encaminhados mais de 9.000 adolescentes para o mundo do trabalho.

Contando em seu quadro atualmente com 14 funcionários, a missão do CAMP de Mogi Guaçu é utilizar da assistência social como instrumento para prevenir a vulnerabilidade social adolescentes e jovens, garantindo a sua qualidade de vida, através de projetos voltados para a promoção social, e defesa de direitos sócios assistenciais e de capacitação para a inserção destes no mundo do trabalho.

 

Atividades realizadas pelo CAMP

Oficinas

– Tarefas dirigidas;

– Discussão de Vídeos e Músicas que promovendo reflexões sobre valores éticos e morais;

– Teatro com textos valorizando cultura brasileira e com temáticas de assuntos em prevenção de drogas e educação sexual e bullying;

– Informática com especial atenção aos recursos tecnológicos como a internet que privilegie a ampliação do universo educacional do adolescente;

– Reciclagem e sustentabilidade;

– Dinâmicas de grupo para a Socialização;

– Artesanato em geral;

– Encontros de recreação, cultura, esporte-Lazer com jogos coletivos e individuais e lazer.

 

Treinamentos e Visitas

– São abordados temas como: Exploração no trabalho, relacionamentos amorosos e sexuais, drogadição, comportamento individual e de grupo e autonomia, etc.

– Encontros periódicos entre monitores, adolescentes e família;

– Treinamento pedagógico para o Orientador Social e Facilitador das oficinas;

– Visitas monitoradas em Organizações de Atividades de afins. 

 

Orientação Social

– Danças, Teatro, dinâmicas de grupo e rodas de conversa.

– Através da escuta dos usuários, orientando-os dos direitos e deveres, encaminhando-os adolescentes e familiares para atendimentos nas redes socioassistenciais.

 

Projetos

Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos

Este serviço executado no CAMP de Mogi Guaçu tem como objetivo a orientação para contribuir e fortalecer os vínculos familiares na função protetivas possibilitando a superação de situações de fragilidade social, potencializando o protagonismo e autonomia das famílias, visando promover acessos aos benefícios aos programas de transferência de renda, serviços socioassistenciais e setoriais.

– Assegurar espaços de referência para o convívio grupal, comunitário e social o desenvolvimento de relações der afetividade, solidariedade e respeito mútuo.

– Possibilitar o reconhecimento do trabalho e da educação como direito e da educação como direito de cidadania e desenvolver conhecimentos sobre o mundo do trabalho e de suas competências específicas básicas.

– Contribuir para inserção, reinserção e permanência do jovem no sistema educacional.

Público alvo desse serviço: adolescentes e jovens pertencentes às famílias beneficiárias dos programas de transferência de renda: famílias com perfil de rendas de programas de transferências de renda; adolescentes e jovens vinculados a programas de combate à violência e ao abuso e à exploração sexual; e adolescentes e jovens do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil.  

 

Programa de inserção no mundo do trabalho

Atuação principal do CAMP de Mogi Guaçu no fortalecimento de vínculos e desenvolvimento de atitudes e habilidades cidadãs que propiciem o convívio social e a inserção no mundo do trabalho com monitoramento durante o percurso.

 O principal objetivo é a constituição de um programa que qualifique os serviços de Assistência Social possibilitando a ampliação do universo informacional, propiciando espaços de vivências para o alcance da autonomia, do protagonismo social e a inserção do mundo do trabalho, priorizando sempre atendimento de adolescentes e jovens e suas famílias em situação de vulnerabilidade social.

A inserção no mundo do trabalho é feita obedecendo a Lei da Aprendizagem nº 10.097/2000, portaria 723/2012.

Para ocorrer a inserção no mundo do trabalho o adolescente deverá ter 16 anos completos e estar estudando no ensino médio ou técnico.

 

Sede do Camp:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Inscrições

As vagas para as inscrições no CAMP de Mogi Guaçu, são divulgadas no 1º trimestre de cada ano (janeiro, fevereiro ou março), publicadas com um mês de antecedência para a divulgação dos dias e documentações requeridas pela Instituição, com publicações nas Escolas públicas, no site e na sede do CAMP, nos CRAS e no CREAS.

OBS.: 01- Serão priorizados os beneficiários dos programas de transferências de renda dos CRAS, o contexto familiar e o grau de vulnerabilidade familiar e a renda per capita.

 

Nossa Missão

A missão do CAMP de Mogi Guaçu é utilizar da assistência social como instrumento para prevenir a vulnerabilidade social adolescentes e jovens, garantindo a sua qualidade de vida, através de projetos voltados para a promoção social, e defesa de direitos sócios assistenciais e de capacitação para a inserção destes no mundo do trabalho.

 

Visão

Continuar sendo uma referência na comunidade guaçuana como Instituição que se preocupa com o crescimento pessoal e evolução profissional dos adolescentes e jovens, formando cidadãos conscientes e preparados para os desafios pessoais, profissionais e do meio em que vivem, capazes de ser o protagonista de uma história de vida saudável.

 

Valores e Princípios

– Idoneidade e pioneirismo

– Comprometimento

– Responsabilidade

– Qualidade

– Transparência

– Articulação em rede

– Foco nos interesses sociais da comunidade

 

Diretoria

Presidente: Dra. Maria José da Fonseca

Vice: Sr. Antonio Carlos Negri

1º Secretária: Dra. Sirlene Aparecida Bachur

Conselho Fiscal: Sr. José Rubens de Carvalho

Conselheiros: Sr. Luciano Firmino Vieira

Conselheiros: Sr. José Edson Franco de Godoy

 

Parceiros

Os recursos utilizados pela Entidade no desenvolvimento de suas atividades foram oriundos de pessoas jurídicas de direito privado – empresas parceiras do programa de socioaprendizagem; contribuição de pessoa jurídica de direito privado para o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos; convênio celebrado com a Administração Pública Municipal para inclusão de adolescentes na condição de aprendizes; e recurso advindo do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo – Comarca – Proposta pedagógica:

 

Breve histórico da entidade

O Centro de Aprendizagem Metódica Profissionalizante de Mogi Guaçu teve sua fundação em 07 de abril de 1971, dentro dos moldes do Projeto “Patrulheirismo”, que foi idealizado pelo juiz da infância e juventude, Dr. Marino da Costa Terra, na cidade São Carlos. O objetivo era a prevenção da marginalização do adolescente, através de ações voltadas para educação, recreação e trabalho. O projeto deu muito certo na cidade, algumas autoridades das cidades souberam dessa assertividade e levarão o modelo para ser executado em sua cidade, como foi o caso de Mogi Guaçu, que transformou a antiga guarda mirim vinculada a Secretaria de Promoção Social em Círculo de Amigos do Menino Patrulheiro (CAMP) de Mogi Guaçu. Com o passar dos anos o CAMP de Mogi Guaçu, foi modificando sua atuação junto à clientela para adequar as exigências das leis pertinentes ao segmento a que pertence, ou seja, uma organização não governamental, que tem como objetivo a prevenção da vulnerabilidade social do jovem, utilizando-se como ferramenta a educação e a inserção do jovem no mundo do trabalho, e, portanto, teve que adequar-se as Leis do Estatuto da Criança e do Adolescente, a Legislação da Aprendizagem nº. 10097/00, portaria 723/12 do MTE (Ministério de Trabalho e Emprego) e a Legislação do Conselho Nacional de Assistência Social de 2009. As alterações significativas iniciaram pela designação de sua sigla para Centro de Aprendizagem Metódica Profissionalizante, pelos direitos trabalhistas do jovem aprendiz, carga horária de aprendizagem prática na empresa e carga da teoria continuada, e novas estruturas, terminologias na elaboração de seus projetos e relatórios com todas as suas ações voltadas para o protagonismo social.

 

Contrate Um Aprendiz

O CAMP de Mogi Guaçu tem como uma de suas ferramentas para a transformação social a que propõe a inserção do adolescente/jovem no mundo do trabalho, de acordo com a Lei da Aprendizagem n º 10.097/00, portaria nº 723/12, a qual determina que qualquer estabelecimento de qualquer natureza devam disponibilizar em seu quadro de colaboradores de 5% a 15% das suas vagas para aprendizes, e que estes aprendizes devem ter uma formação contínua e planejada (teórica) e supervisionada (prática na Empresa) através das Instituições que se comprometem com esse programa através de seus Projetos de cursos cadastrados e validados no setor de aprendizagem do MTE – Brasília (DF).

Os estabelecimentos de quaisquer natureza, pessoas jurídicas e profissionais liberais que tenham como objetivo oferecer aprendizagem prática em local seguro e saudável podem contratar aprendizes.

– As vantagens ao se contratar um aprendiz do CAMP de Mogi Guaçu, são benéficas para o adolescente, como também para a empresa e sociedade, dentre elas as principais são:

– Responsabilidade Social

– Cumprimento da Lei de Aprendizagem

– Ausência do vínculo empregatício

– Eficácia e objetividade no processo de encaminhamento

– Formação com responsabilidade

– Dedução de até 2% no I.R.

– Agente ativo de transformação social

Para a contratação de um aprendiz do CAMP de Mogi Guaçu, venha até a sede da Instituição, ou então agende com o CAMP uma visita em seu estabelecimento, para melhores esclarecimentos da parceria.

 

Endereço: Avenida Emília Marchi Martini, 110 – Jardim Presidente

Telefone: (19) 3861.3629 / 3891.6880

E-mail: camp@campmogiguaçu.org.br

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

30 de outubro de 2017

Seis dicas para fidelizar doadores da sua base

“Manter os doadores na base é mais barato do que buscar novos.” A constatação é de Christofer Müller, gerente de marketing e captação de recursos da […]
26 de outubro de 2017

1º Passeio Ciclístico do Grupo Alegria

A doação foi recebida por três das entidades filiadas a FEAG: CAC, Creche Lar Menino Jesus e Casmoçu.
25 de setembro de 2017

Mensagem do Presidente

O mundo passa por um momento de grandes transformações, em todas as áreas do conhecimento, das relações entre grupos, povos e até nas famílias. Neste cenário, […]